segunda-feira, 25 de agosto de 2014

TEMPOS DE TEMPERO

Obax nafisa.

Para uma vida mais doce, óbvio
Busque uma opção saudável
Como alternativa irremediável
O amor é maior que o sódio
Thiago Domingues

Português

A poesia pede passagem
Que escreva quem tem coragem
Que leia quem não busca lavagem
A vida é bagagem ou viagem.


Español

La poesía pide pasaje
Que escriba quien tiene coraje
Que lea quien no busca desecho
La vida es equipaje o derecho.


English

Life asked passage
Write who has courage
Reads who do not waste
The life is travel or luggage.


Ofereço como presente de aniversário a
Carol Steine, Mª Amélia Oliveira, Hildete T. Santos, Aldair Pinguim, Gláu Tomaz e Luís F. Rezende.

Aos agentes culturais
Luana Rodrigues e Michel Ferrabbiamo.

Convido a leitura também dos textos
Luminária, de Bispo Filho
Poema Permanente, de Thiago Domingues
A Dificuldade em Entender o Silêncio, de Clovis Marcelo

Escrito no fim da tarde de 12 de março de 2014 e mexido e remexido do dia 18 de julho até o dia 25 de agosto de 2014.


Em banto, obax nafisa significam flores e pedras preciosas. O texto é minhas flores para você e faço votos de que encontre nele pedras preciosas.

3 comentários:

Josmar Divino Ferreira disse...

Rubem Leite belo jogo de palavras. Grandes versos bela estrofe. Parabéns.

Maria Amélia de Oliveir disse...

Obrigada por fazer meu dia mais belo. Amo poesia! Acertou em cheio com o presente! Que nunca nunca lhe falte inspiração e motivação! Bjs

Mingau Ácido (Marcelo Garbine) disse...

Rubem, eu admiro muito a habilidade que você tem com as letras. Nos seus escritos, aprendi a reconhecer uma intimidade no jogo com os verbetes que lhe é peculiar. Obrigado por mais essa. Valeu!