segunda-feira, 8 de abril de 2013

DIÁLOGOS DAS VIDAS


Obax anafisa.

“Alegra uma alma saber que é acreditada”.
(DOSTOIEVSKI, 1978)



- Estou confusa, Pastô Mala e Faia. Tento parar de pensar em sexo, mas o sexo me pensa.
- Sangue de Jesus tem poder. Diz isso não, irmã Filiciana. Que é pecado. Mulé num pode pensar nisso porque nasceu só pra procria. Basta fica quietinha e deixá o marido trabaiá em nome de Jesus.
- Mazuquifáçu então para encontrar a salvação, pastô?
- Já pagou o milízimo?
- Já, pastô.
- Então pensa em Jesus. E pra melhor pensar passa no nosso shopping Cobrar Corbã, do outro lado da rua e adquira um fio do pelo de um dos porcos onde Jesus botô os diabos e afogou. O fio de pelo vai acalmar e apagar o fogo do inferninho que a senhora tem aí.
A brisa passa pela palmeira no jardim e nada passa na cabeça de certos fieis.
- Pastô eu fiz direitim tudo quiô sinhô mandô e num deu certo. Continuo com o fôgu no infernim.
- Então, irmã, só tem uma solução. Pra apagar seu fogo maldito só minha mangueira bendita.
A brisa na palmeira do jardim e nada na cabeça dos fieis.
E nos infiéis:
- O senhor está diante deste júri pelo mal uso de seu poder e abuso de suas fiéis.
- Culpa de Deus que me deu mais pau que cérebro, então o coração pra atender a demanda, bombeia e distribui o sangue desordenadamente, e sempre falta pra cabeça, mais perto do céu, pois vai quase tudo pra mais perto do chão.


Ofereço aos aniversariantes.
Carlos Passos, Nívea Paula, Saddian Nunes, Carmen L. Souza, Marcos Inter, Tamara Oliveira, Márcio dos Santos, Mayra Loures, Demetrios N. Gualberto e Cleiton Zambianchi.

Em banto, obax anafisa significam flores e pedras preciosas. O texto é minhas flores para você e faço votos de que encontre nele pedras preciosas.
Escrito entre 24 de setembro de 2012 e 08 de abril de 2013.
DOSTOIEVSKI, Fiódor. A Casa dos Mortos. São Paulo: Editora Edibolso, 1978.

3 comentários:

Thiago Domingues disse...

Qualquer coisa de GENIAL!!!

Monica Novaes disse...

kkkkkkkkkkkkkkk
Fantástico! Adorei...

Cleiton Zambianchi disse...

Nossa! sem comentários! Muito bom mesmo.
Ameeei