domingo, 20 de março de 2016

EU SOU

YO SOY – I LIKE


Obax nafisa.


“Tenemos el deber de no ignorar la realidad nacional, pero tenemos también el deber de no ignorar la realidad mundial”.
José Carlos Mariátegui.


Em português

Mais uma manhã
Lastimam os que vivem de trelas
– Mas concordo com Bilac –
Vivem os que escutam estrelas:
Suave sorriso sem sanha.

Eu sou uma branca nuvem no negro céu
A lua é a dama argêntea
Com quem danço
E diante do olhar ciumento do povo
Como pão e bebo a Via Láctea

Debaixo da lua uma rosada rosa
É a imagem de uma atriz formosa
Acima da terra um homem jovem
Em seu coração coisas se inovam
Em mim e em muitos elas se embolam

O desejo talvez seja um arco-íris
Mas se uma tarde azul picota os desejos
As noites negras como a pupila das íris
Torna-os vivos lampejos.


En español

Yo soy una blanca nube en los negros cielos
La luna es señora argéntea
Nosotros bailamos y el pueblo nos mira con celos
Y en la Vía Láctea con nosotros guerrea.

Debajo de la luna una rosada rosa
Es la imagen de una actriz hermosa
Arriba de la tierra un hombre joven
Y en su corazón cosas se innoven
En mí y en muchos ellas se embolan.

El deseo tal vez sea uno arco iris
Pero, se una tarde azul picotea los deseos
Las noches negras como la pupila del iris
Los cambia vivos relampagueos


En English

I like a white cloud in the black sky
The moon is silver lady
We dance and the persons on us spy
In the Via Lacteal eat bread

Under the moon a pink rose
Above the ground a young man
A perfume attracts your nose
As if image of the woman
At mi something grapple and medley


Ofereço como presente de aniversário
Clementina Santos, Maria Cloenes, Israel Brandão, Davi Paiva, Ricardo D. Cunha, Raphael A.M. , Ana Lúcia Pena, Camila Valadares, Ranulfo L. Gonçalves, Letícia R. Xavier, Elismar Boyzzado, Marco Abreu, Maria Cabral, Liliane L. Melo e Claudinei Souza.

Recomendo a leitura em espanhol de El juego político y el descontrol de la crisis en Brasil, de Javier Villanueva:


Escrito inicialmente em 22 de julho de 2014 duas estrofes em espanhol. Trabalhado nas três línguas entre os dias 01 de agosto de 2014 e 20 de março de 2016. Optei fazer algo diferente; quatro versos em português, três em espanhol e dois em inglês.

Um comentário:

Josmar Divino Ferreira disse...

Lampejos de criação poética com perfeição. Lindo dia Rubem Leite.