quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

CARO ANÔNIMO

Obrigado pelo que me disse. Sinal que me leu e para todo escritor ser lido é uma maravilha. Principalmente para mim que nunca, em hipótese alguma, quis ser dono da verdade, uma vez que isso dá muito trabalho e pouco lucro. Como todo escritor desejo que gostem do que escrevo e como ser pensante que sou quero que meus leitores pensem. Ou seja, concordem ou discordem. Mas que pensem. Assim segue abaixo sua crítica feroz que, mais do que me incomodar me, arrancou um sorriso...

“você é um babaca, não sabes tu e todos os petistas ipatinguenses que o vosso candidato estava sob júdice e que ,por tal causa foi cassada a candidatura dele . sinto muito . mas, nas próximas eleições , votem em candidatos de fato e não candidatos fantamas,ladrões,mentirosos,rejeitados pelas leis de Deus e dos homens;não votem em ferramentas sujas , para que as imundices do tal venha respingar em vós.” *

Permita-me agora fazer alguns comentários:

1º) Não lhe respondi pessoalmente, pois não sei que você, caro “Anônimo”.

2º) Acho engraçado as pessoas pensarem que sou petista. Não. Eu não sou petista, apesar de muitas vezes, a maioria até, ter votado no PT e outros partidos de esquerda já votei e nada me impede de votar novamente em partidos de direita. Também acho estranho que acusem os pensantes ou patriotas de PT, pois discordo que seja preciso ser do PT para pensar e\ou para ter amor, respeito e cuidado pela Pátria, Estado e Município.

3º) Acho terrível que um candidato que esteja sob suspeita possa ser candidatar, mas acho muito pior liberar um candidato para depois fazer, perdoem todos que me lêem, a “merda” que estão fazendo. Tira, põe. Tira, põe. Peço a Deus que não permita que aconteça em Ipatinga a desgraça que foram os quatro últimos anos em Timóteo MG.

4º) Pelo que pude entender e se eu estiver errado, pelo amor de Deus me corrijam, mas me corrijam com fatos e não com “disse-me-disse”. Entraram contra o Chico em diversas estâncias e em todas elas Ferramenta foi liberado. Aí entraram de novo em outra estância. Fazendo uma novela chata.

5º) Quanto ao Quintão... Não sei se uma criatura megalomaníaca pode ter alguma ligação com Deus. Alguém que já se disse Moisés. Aquele do Antigo Testamento. Isso no período eleitoral que disputou com João Magno. Não sei se você se lembra. Segundo palavras do Quintão “Assim como Moisés matou um homem para seguir a vontade de Deus eu também já matei um”. Saiu em alguns bons jornais da época, como o Diário do Aço, por exemplo. Não se contentando em ser um “mísero” Moisés ele já se declarou Deus. Pode procurar nos jornais Estado de Minas e no Hoje em Dias de ... (estou em dúvida se no início de 2006 ou de 2007): “Se Deus pode por Seu Filho para governar o mundo porque eu não posso colocar meu filho para governar Ipatinga?”.

6º) Ainda sobre o Quintão. Não sei se você sabe, mas uma das funções do Vice-Prefeito é substituir o Prefeito quando ele não puder ocupar suas funções. E do Presidente da Câmara substituir quando nenhum dos dois puderem ocupar seus deveres. Se bem que a Marisa Rapina ou o Nadielo fosse duas nulidades... Bem, por Lei (descomprida) se o povo coloca alguém para governar não é para outros mandarem... E o Quintão obedeceu a Lei? O que mais me dói é que poucos ficam sabendo disso e um número menor de pessoas fez algo para a sociedade. Eu fiz. Está denunciado na revista cultural Nota Independente.

7º) Quintão também não pode se candidatar e ele ainda insiste em se manter na prefeitura. Digo, igreja. Pois ele não sabe separar sua vida religiosa (para mim ele não passa de um tartufo, mas isso não vem ao caso agora. Ou vem? Segundo impresso dele quem não for cristão ou da igreja dele deve ter todos os direito cassados. Duvida? Quem sabe ler vai entender. Tenho uma cópia do referido documento que você poderá ver aqui mesmo no blog, postado no dia seguinte ao da eleição. Ou se não acreditar em mim procure alguma cópia). Repetindo, ele não sabe separar sua vida religiosa(?) de sua vida pública.

8º) Pouco posso falar da “indigestão” que foi o mandato dele em questões como Moradia, Segurança e outros ... e o pouco que vi foi absurdo... diga-me, seu eu lhe dou, por exemplo, R$100,00 e uma lista de compras e você vai ao mercadinho, a mercadoria é sua, que foi lá, ou é minha? Se o Governo Federal dá uma verba é a lista do que tem que fazer, o autor da obra é o Governo Federal ou o Quintão? Sobre a Saúde, vejamos... Passei os três últimos anos tentando tratar de um de meus dentes que está em petição de miséria e no final das contas ouvi da funcionária que tenho duas opções: “O senhor pode continuar com dor de dente ou pode arrancá-lo”. Imagine ouvir isso nos dias de hoje numa cidade do porte de Ipatinga.

9º) Vou parar por aqui, pois se eu falar da cultura vou, na melhor das hipóteses, apenas triplicar as denúncias sobre o desgoverno que foi o Quintão. Se quiser é só me pedir que te mando um mundo de notícias. Mas “para não dizer que não falei das flores”, no caso, “flores do mal”: Sabe quem foram os Secretários da Cultura? É de morrer de ri (para não chorar, claro): Um Zinho qualquer, Zé Osmir e uma lera de incultos. Até pensei “porque não me colocaram secretário da saúde. Afinal, não é preciso entender da área para trabalhar...”.

Mas deixo claro, caro Anônimo, que você tem toda a liberdade para discordar de mim. Só peço a Deus que você seja um pensante e não um vendido.



* Comentário postado por “Anônimo” no artigo Basta: Ipatinga Exige Respeito. Datado de Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009

Um comentário:

MAYRON ENGEL disse...

Olá,senhor não sou seu anônimo!!Mas sou um amigo que gostou do seu trabalho antes mesmo de ver muita coisa!!Vamos trocando imformação para unir o Triângulo Mineiro a MInas Gerais inteira!
Grande abras!
Mayron!!