segunda-feira, 28 de setembro de 2015

ÁGUAS

Potira itapitanga.

Forty-seven springtimes around in sun let me giddy.


Em português

- Parabéns pelos aninhos
- Muchitas gracitas.
- Quantos aninhos?
- Eu gosto de aninhos e anões... Rerrê. São quarenta e seis primaveras.
- Isto foi quando começou a contar essa história... Quantos anos você acabou de completar?
- Eita! Agora são quarenta e sete primaveras.
- Bastante voltas ao sol. Fica tonto não?
- Completamente tonto. Estou baratinado com tantas bobagens que ocorrem. Rerrê.
- Rsss.
- E tudo em tão alta velocidade... Como anteontem...
- Deixe de ser tonto, desligue-se.
- Como? Duas usuárias de drogas trocaram ofensas, invadiram um bar e uma esfaqueou a outra. E a dona do buteco, toda puta da vida, desceu a vassourada nas duas. Rerrê. Fiquei tonto e sem saber ser rio ou se choro. Mas tudo bem, tanto rio quanto choro têm água...
- Eita!


En español

- Felicitaciones por sus añitos.
- Muitinho obrigadinho!
- ¿Cuántos añitos?
- Jejé. Cuarenta y seis primaveras.
- Eso fue cuando empezó a contar esa historia… ¿Cuántos años has completado ahora?
- ¡Ay, caray! Ahora son cuarenta y siete primaveras.
- Muchas vueltas al sol. ¿No se queda mareado?
- Completamente mareado. Hay tantas tonterías en el mundo que hasta estoy más desordenado que cucaracha volando. Jejé.
- Rsss.
- Y todo en tan alta velocidad… Como anteayer…
- No seas tonto, apáguese.
- ¿Cómo? Dos usuarias de drogas cambiaron ofensas, invadieron un bar y una acuchilló la otra. Y la dueña de la taberna, toda pucha y coña de la madre, las golpeó con una escoba. Jejé. Me quedé tonto y sin saber si rio o si lloro. Pero, todo bien, tanto río como lloro tienen agua…
- ¡Dios mío!


Ofereço como presente aos aniversariantes
Ranna Maia, Rodrigo Poeta, Felipe F. Nascimento, Michaela Jussara, Amanda Morais, Margarida Tisquinha e Efigenia Silva.

Potira itapitanga são duas palavras que vem do tupi e significam “flor” e “pedra vermelha” (rubi). É meu desejo que cada leitor encontre em meus textos flores e pedras preciosas.


Escrito entre 25 de setembro de 2014 e 28 de setembro de 2015.

Um comentário:

Josmar Divino Ferreira disse...

Eitaaaaa de onde saiu as drogadas e a dona do buteco com sua vassoura (era ou é uma bruxa)e para ser mais exato vc já viu o sl nascer mais de 16800 vezes (se estava acordado ao seu nascer) . Deixando as contas de lados e falando de literatura onde seu texto se encaixa fica claro que vc e um criador de histórias danadas de boas. Parabéns por mais esta pérola. LIndo dia amigo.