segunda-feira, 7 de setembro de 2015

SÁBADO

Potira itapitanga.
Viva o Brasil!


Texto 01

Hino Nacional e Canção do Exílio



Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
“Nossos bosques têm mais vida”,
“Nossa vida” no teu seio “mais amores”.
Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.



O texto 01 é composto pelo Hino Nacional Brasileiro – compositor: Poema: Joaquim Osório Duque Estrada; música: Francisco Manoel da Silva. Inicialmente se chamou Marcha Triunfal, foi composta em 1822 e foi oficializado como Hino Nacional pela lei n.º 5.700 em 1971; e pela Canção do Exílio – Gonçalves Dias, 1807.


Texto 02

Mais uma manhã de sábado. Mais um dia de várias semanas. Eu acordo e estressado não me levanto na hora costumeira. Adormeço e, como se é de esperar, perco a hora. Fazer o quê? Levanto para o café e vejo meu irmão dormindo porque estou desanimado. Lá fora o dia me espelha.
Realmente! Pela janela constato que assim como me encontro, o dia também está. Um nublamento em um que o outro copia e com cantos de pássaros tristes ressoando no dia que ecoam em mim. Preparo a medicação para quando ele acordar após a noite que passou em claro me impedindo dormir.
Meia manhã de sábado se foi. No chão, uma camisa, três bermudas e cinco cuecas. Todas molhadas, sujas, jogadas, amontadas. O dia não me reflete mais. Estou tempestuoso, barulhento e esquentado. Mas o céu ficou azul, sereno e caloroso. “Não me ajuda e me atrapalha”. É o que lhe digo sem deixá-lo me responder. E mais uma manhã de sábado se foi inteira.
O domingo vem e uma flor abriu no vaso. Vermelha, pequena, delicada entre espinhos e folhas verdes, alongadas. Eu acordo e firme me levanto para mais um dia, mais uma semana. Ponho um sorriso diante do espelho para semear uma alegria que tenho esperança de conseguir. É... a semana parece que vai se assim: parte pequena e com espinhos, parte entre vermelhos e verdes.


Ofereço como presente de aniversário
Elizabeth Z.C. Valverde, Edwards A. de Almeida, J. Petrônio Pethrus, Maxwell Martins, Wemerson Dias, Monica Novaes, Tereza Junia, Emilia Domingues, Wantuil J. Sousa, Jamilboali Mattar, Vera Almeida, Heloise Guerra, Kenia Junia, Vera A. Kaiowá, Wagner G. Mineiro e Jeferson Santos.


Trabalho três tipos de parágrafos: - Ordenação por causa-consequência; - Desenvolvimento por comparação; - Ordenação por enumeração. E o último uma junção dos três.

Texto 2 foi escrito entre os dias 11 de outubro de 2014 e 07 de setembro de 2015.

Um comentário:

Josmar Divino Ferreira disse...

Bela mistura essa de Gonçalves Dias e o Hino Nacional. Parabéns. ESTÁS ESCREVENDO CADA DIA MELHOR QUE O OUTRO.