segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

PENSAMENTOS CANTAROLANTES

Obax anafisa.


“Nesta vida, deparamos com diversos fatos e coisas que parecem obstáculos. Mas, na verdade, não o são, pois Deus não criou nem um obstáculo real. Tudo neste mundo é bênção, tudo contribui para a nossa educação espiritual”¹.


- Professor bom é aquele que é bravo. – Diz Joaquim.

- Cê acha? Cê besta. Minha professora Arlete só usava a mesma ropa e a gente pegava no pé dela. – Responde Clarice.

- Valéria, minha professora tinha a voz baixa, mas quando falava até na última carteira ouvia tudo, de tão clara que era.

- Rarrá! Nas aula d’Arlete e também na do Beto a gente fazia de tudo. Até já empilhamos as carteira.

- É? Valéria era muito brava. Qualquer barulhinho mandava para a diretoria.

Imagine, por gentileza, as expressões faciais de Joaquim e Clarice. Que feições ele assume ao ouvir os comentários da colega de trabalho e a cara de bobo alegre dela.

- Rarrá! A gente fazia de tudo intudo quiera aula. Só faltou botar fogo.

- Huuum... No primeiro dia de aula de Valéria ela pegou o livro que a escola definiu, olhou os tópicos e nunca mais o abriu. Falava de Vargas, de como eram as coisas naquela época. Contava para nós o que ela tinha vivido.

- Quinteressa a vida dela? Num ensinou nada. Mazeu fiz muita bagunça e me diverti muito na escola.

- É, eu também me divertia. Tive bons colegas. Íamos a muitas festas, excursões em museus, Caraça, Ouro Preto, discoteca.

- Discoteca? Cê é veio, eim Joaquim! Se bem que não deviam ser chatas as aulas da sua professora. Fofoca das boas eu gosto.

- Com o professor Ícaro aprendi a estudar. Ele nunca nos dava perguntas, mas nos fazia criar nossas perguntas referentes à matéria e a respondê-las segundo os livros ou através das conversas que mantinha conosco.

Fim do intervalo. Ele caminha pensativo para sua sala e ela cantarolando rebola para a recepção.


Ofereço como presente de aniversário à

Contreiras Santos, Graciela M. Figueroa, Elcio F. Oliveira, Emerilda H. Pereira, Marlene Brum, Mª Regina Leonetti, Rosane R. Dias.

----------------------------------------------

Em banto, obax anafisa significam flores e pedras preciosas.
O cronto é minha flor para você

e faço votos de que encontre nele pedras preciosas.

Escrita entre 24 e 30 de janeiro de 2012.

¹ TANIGUCHI, Masaharu – A Verdade em Orações, vol. 02:

Oração para que as almas nascidas na Terra alcancem níveis elevados.

Um comentário: